Defesa Médica: fístula retovaginal no pós-parto 18.05.2022 • por Diego Mariante Cardoso

Seguindo nossa linha de análises de jurisprudência, vamos relatar neste artigo a defesa médica de um caso de fístula retovaginal pós-parto. Nesta história você vai acompanhar a importância de construir uma defesa médica fundamentada na ciência, comprovando que o exercício da medicina tem a obrigação de meio e não de resultado.   Internação e realização do parto normal A gestante compareceu ao plantão obstétrico já em trabalho de parto, sendo indicado e realizado o parto normal. Durante o parto foi realizada a episiotomia médio-lateral esquerda, com nascimento de feto saudável. Após o parto, foram realizadas as rotinas adequadas, como: retirada…

CIRURGIA PLÁSTICA: OBRIGAÇÃO DE RESULTADO SOMENTE SE FOR DE FINALIDADE EXCLUSIVAMENTE EMBELEZADORA E REALIZADA EM ÁREA HÍGIDA 19.10.2020 • por APOLINÁRIO KREBES CARDOSO

                 Usualmente, o cirurgião usa um Prontuário de consultório, no qual a paciente presta declarações, por exemplo, se fumante, se consumidora de tóxico a qualquer título, se costuma alterar o próprio peso, em suma, várias são as informações então prestadas pela paciente, todas pessoais e importantes para consideração médica. Pois bem, algo que não é comum constar nesses Prontuários são verdades médicas que retiram os pressupostos exatamente da obrigação de resultado, como por exemplo: quando há anterior cirurgia no mesmo local a ser operado, o que enseja existência de fibroses a dificultarem o…

DEFESA MÉDICA: EXAME DE REFRAÇÃO 18.06.2020 • por Apolinário Krebes Cardoso

No exame de refração com receita de lentes, além de registrar no prontuário a acuidade visual, é imprescindível que o médico destaque que o paciente se compromete a retornar à consulta com as novas lentes, para exame e adaptação antes do uso. O paciente deverá assinar esse documento abaixo destas informações. Outra opção é inseri-las na receita médica, em duas vias, obtendo-se a assinatura. Tal cautela tem por objetivo proteger o médico quando o paciente, após a confecção dos óculos, procura outro médico e obtém receita diferente da anterior; e, de posse de toda a documentação, ingressa em juízo alegando erro…

TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO E RISCOS DO PROCEDIMENTO 06.03.2020 • por Apolinário Krebes Cardoso

Com a experiência de mais de vinte anos em defesa de médicos e empresas médicas, alertamos acerca da necessidade de o médico ter um Termo de Consentimento Informado do paciente para cada ato médico, onde constem, por escrito, expressamente, os riscos do procedimento. Atuamos também preventivamente, auxiliando na sua elaboração.    

Defesa médica: conflito com paciente 03.02.2020 • por Diego Mariante Cardoso

É prudente, por cautela, não aceitar conflito com paciente por via telefônica, nem através de e-mails ou mensagens (torpedos, redes sociais, etc.) Atuamos também de forma preventiva, com orientações para evitar ou reduzir o risco de situações desconfortáveis e potencialmente lesivas ao profissional.